Estenose da carótida é uma das causas do AVC

vascular
01/08/2020 – 10:13 Idade avançada, diabetes, fumo, hipertensão, colesterol elevado, obesidade, sedentarismo e histórico familiar de …

vascular
01/08/2020 – 10:13 Idade avançada, diabetes, fumo, hipertensão, colesterol elevado, obesidade, sedentarismo e histórico familiar de arteriosclerose, são alguns dos fatores de risco para obstrução das artérias carótidas. Se esse problema não for tratado devidamente, ele pode ocasionar o Acidente Vascular Isquêmico que representa 85% de todos os casos da insuficiência vascular cerebral.
A estenose das carótidas, na maioria dos casos, é assintomática.

vascular: O crescimento da placa acontece de …

O crescimento da placa acontece de forma silenciosa e muitas vezes através de um exame clinico ou de imagem é que ele é detectado. Alguns sintomas já incluem micro isquemias transitórias que desaparecem em 24h ou deixam pequenas seqüelas, dependendo do tamanho da placa no interior da veia. Os ataques isquêmicos transitórios são alterações neurológicas que muitas vezes afetam a motricidade e a fala.

vascular: O tratamento vai depender do tipo …

O tratamento vai depender do tipo de obstrução, característica da placa e idade do paciente. Pode ser por medicação ou cirurgia. O tratamento cirúrgico para desobstrução da carótida é realizado através angioplastia, onde utilizando a técnica endovascular é implantado um stent ou balão na carótida, por uma pequena punção na virilha, a fim de desobstruir as artérias doentes. Outra técnica é a cirurgia aberta chamada endarterectomia, ou seja, a retirada das placas do interior da artéria.

vascular: A técnica utilizada pelo cirurgião vascular …

A técnica utilizada pelo cirurgião vascular vai depender do grau de obstrução das artérias.
No entanto, a melhor conduta é a prevenção, buscando a orientação de um especialista. Quando o paciente já possui um histórico familiar de isquemia, colesterol alto, e é sedentário, é importante sempre que se faça um exame de controle das carótidas. Normalmente é utilizado o ecodoppler. Ele é um exame similar a uma ultrassonografia e que faz um rastreamento desse tipo de doença.

vascular: Quando se encontra placas importantes acima …

Quando se encontra placas importantes acima de 60% ou 80% e o medico identifica riscos para a saúde do paciente, de acordo com as características da placa, é importante realizar uma angiotomografia. Um procedimento mais invasivo onde o profissional pode ter uma analise mais detalhada da obstrução e se há risco de um AVC.
. Por: Ricardo Brizzi, Angiologista e Cirurgião Vascular. É membro da Sociedade de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro. É um dos Responsáveis pelo setor de cirurgia vascular e endovascular do Hospital Badim, do Hospital Israelita e Hospital Norte D’Or.
Enviar Imprimir


Estudo da Unicamp avalia impactos neurológicos da covid-19 a longo prazo

vascular
O Laboratório de Neuroimagem do Hospital da Clínicas da Unicamp associado ao Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia (Bra …

vascular
O Laboratório de Neuroimagem do Hospital da Clínicas da Unicamp associado ao Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia (Brainn) realiza um estudo em pacientes de covid-19 para avaliar o impacto da doença no sistema nervoso a longo prazo. “É extremamente intrigante e não sabemos a razão pela qual o vírus causa tantos problemas neurológicos.

vascular: A via olfatória é uma possível …

A via olfatória é uma possível porta de entrada, mas não apenas ela justificaria os problemas”, explicou Clarissa Lin Yasuda, neurologista da Unicamp, ao portal da universidade. Por meio de ressonância magnética, serão avaliadas pessoas que tiveram alterações neurológicas na fase aguda e apresentam sintomas após a recuperação, aquelas que tiveram poucas alterações e assintomáticos. “No processamento de imagem conseguimos detectar alterações cerebrais sutis.

A hipótese é que o vírus poderia causar alterações estruturais ou mesmo da função cerebral, ou até algum grau de atrofia”, avaliou a neurologista.

vascular: A Unicamp e o Brainn já …

A Unicamp e o Brainn já têm um projeto para identificar fatores de risco para complicações neurológicas em pessoas que adoeceram por conta do novo coronavírus. O objetivo é ajudar na prevenção desses problemas, tanto os imediatos quanto os tardios. Desde o início da pandemia, pesquisadores tentam desvendar a ação no corpo humano do Sars-CoV-2 que, apesar de ser um vírus respiratório, ataca diversos órgãos e pode levar à morte não somente pelo dano que causa ao pulmão. Publicações recentes nas revistas científicas New England Journal of Medicine e Brain registram os sintomas neurológicos em pacientes com a doença, que variam de perda de olfato e formigamento à encefalite e acidente vascular cerebral (AVC). Nenhum desses estudos conseguiu detectar a presença do vírus no líquor – líquido presente no cérebro e na medula espinhal.

vascular: “Parece que os efeitos não ocorrem …

“Parece que os efeitos não ocorrem por ação direta do vírus e sim por mecanismos mais indiretos que fazem lesões no sistema nervoso”, disse Clarissa. O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido avalia que diversas sequelas físicas, cognitivas e psicológicas devem persistir em pacientes, principalmente as respiratórias, se a covid-19 seguir os padrões da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers). O Sistema de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde aponta que 50% dos pacientes mais graves sobrevivem. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a chance de sequelas aumenta em pacientes graves que tiveram permanência prolongada em unidade de terapia intensiva (UTI) e necessidade de usar aparelhos respiradores. A recuperação pode levar de três a seis semanas ou mais. De andador, veterano de guerra de 99 anos arrecada milhões para saúde pública britânica


Cientistas da Unicamp investigam sequelas em pacientes recuperados de COVID-19

vascular
Desde o primeiro caso oficial de COVID-19 na China, pesquisadores buscam desvendar o mecanismo de ação do novo coronavírus (SARS-CoV-2), …

vascular
Desde o primeiro caso oficial de COVID-19 na China, pesquisadores buscam desvendar o mecanismo de ação do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que ataca diversos órgãos além dos pulmões e provoca alterações na circulação, podendo levar à morte não apenas por insuficiência pulmonar. Veja tambémGuia de prevenção sobre o novo coronavírusPlano São Paulo: balanços e protocolos para retomadaAs medidas adotadas pelo Governo de SP para o combate ao coronavírus O Serviço Nacional de Saúde de países em estágios mais avançados da pandemia, como o Reino Unido, avalia que diversas sequelas físicas, cognitivas e psicológicas devem persistir em pacientes, principalmente as respiratórias, se seguirem os padrões de SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio).

vascular: Publicações recentes nas revistas científicas New …

Publicações recentes nas revistas científicas New England Journal of Medicine e Brain documentam os sintomas neurológicos em pacientes com a doença, que variam de simples dificuldades cognitivas à confusão mental, além de dor de cabeça, perda de olfato e formigamento, assim como encefalites, hemorragia, trombose, AVC isquêmico, mudanças necróticas e Síndrome de Guillain-Barré, condições neurológicas nem sempre correlacionadas à severidade de sintomas respiratórios.

“O que mais impressionou os patologistas foram os sinais de isquemia e hipoxemia, mais que lesões inflamatórias.

vascular: É extremamente intrigante e não sabemos …

É extremamente intrigante e não sabemos a razão pela qual o vírus causa tantos problemas neurológicos. A via olfatória é uma possível porta de entrada, mas não apenas ela justificaria os problemas psiquiátricos”, explica Clarissa Lin Yasuda, neurologista do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Estadual de Campinas, ao Portal da Unicamp. Coordenação motora Não foi detectado vírus no líquor (líquido cefalorraquidiano) em nenhum dos estudos mencionados. Clarissa comenta o caso de um paciente com quadro muito grave de perda de coordenação motora também com ausência do vírus nas imagens de ressonância magnética e no líquor.

vascular: “Parece que os efeitos não ocorrem …

“Parece que os efeitos não ocorrem por ação direta do vírus e sim por mecanismos mais indiretos que fazem lesões no sistema nervoso. Não vimos muitos casos de encefalite específica ou necrotizante tão graves como os reportados nesses estudos e sim outras manifestações como a Síndrome de Guillain-Barré que podem evoluir para quadros muito graves”, salienta. Patologistas avaliam lesões nos tecidos e órgãos e auxiliam no tratamento de casos graves. “Autópsias que realizamos nos últimos meses em pacientes diagnosticados com COVID-19 revelam que o vírus se espalha por vários órgãos como o coração e rins além dos pulmões e chega ao cérebro por meio do nervo olfatório”, disse Paulo Saldiva, patologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), durante a Reunião Anual Virtual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em 13 de julho.

vascular: Segundo o especialista, em muitos casos, …

Segundo o especialista, em muitos casos, as alterações cardiovasculares acontecem mesmo quando o pulmão está mais preservado. Comportamento De acordo com cientistas, o comportamento do SARS-CoV-2 a longo prazo é um enigma preocupante. O vírus varicella-zóster que causa a catapora, por exemplo, pode ficar inativo na medula espinhal por anos e reativar em situação de imunidade baixa provocando a herpes-zóster (cobreiro). Clarissa comenta dois casos de pacientes já recuperados da COVID-19, desde abril, que voltaram a ter sintomas em julho quando testaram novamente positivos no RT-PCR, teste usado ​​para análise da expressão gênica e quantificação do RNA viral. “Não estão com alterações neurológicas, mas com sintomas da COVID-19. Os infectologistas não sabem se eles se contaminaram novamente com o SARS-CoV-2 ou com outro vírus não detectado, ou se o SARS-CoV-2 ficou alojado no tecido.

vascular: É impossível dizer pois não se …

É impossível dizer pois não se sabe se as pessoas desenvolvem ou não imunidade a esse vírus”, alerta a neurologista. Apesar de o impacto do SARS-CoV-2 nos pulmões ser precedente, impactos duradouros no sistema nervoso podem ser maiores e até mais avassaladores devido à difícil regeneração do tecido nervoso podendo resultar em incapacidades gerais já que o sistema nervoso coordena as funções do organismo como um todo. Rastros O Sistema de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde aponta que 50% dos pacientes mais graves sobrevivem. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a chance de sequelas aumenta em pacientes graves que tiveram permanência prolongada em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e necessidade de usar aparelhos respiradores.

vascular: A recuperação pode levar de três …

A recuperação pode levar de três a seis semanas ou mais. Muitas podem ser as complicações pós-intubação decorrentes da intubação (respiração artificial) prolongada seguida de traqueostomia (procedimento que facilita a chegada de ar aos pulmões quando há obstruções), sendo os mais comuns danos laríngeos como lesões nas cordas vocais e estreitamento da laringe, e traumas nas vias aéreas. Podem causar prejuízos à vocalização, à respiração e à deglutição. Luciana Castilho de Figueiredo, supervisora da fisioterapia da UTI do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, enfatiza a necessidade de reabilitação multiprofissional e interdisciplinar dos pacientes pós-COVID-19 graves, envolvendo fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos, nutricionistas e outros.

vascular: “Sintomas como a perda de paladar …

“Sintomas como a perda de paladar e olfato já eram sinais de algo muito sério em relação ao hábito alimentar e agrava-se mais por causa da disfagia (dificuldade de engolir) decorrentes da intubação prolongada e traqueostomia”, destaca ao Portal da Unicamp. Alterações da deglutição não tratadas adequadamente; podem acarretar desnutrição, desidratação, broncopneumonia e até levar à morte. “Falar e comer fazem parte de hábitos de felicidade, faz parte do que é digno para as pessoas”, salienta a fisioterapeuta.

vascular: Processos embólicos podem ocorrer no desmame …

Processos embólicos podem ocorrer no desmame da ventilação mecânica ou devido à resposta inflamatória exagerada. Pequenos coágulos se desprendem e são transportados pelo sangue até vários órgãos onde podem obstruir vasos e impossibilitar a oxigenação das células. As consequências podem ser embolia pulmonar, tromboses, ataques cardíacos e AVC isquêmico (acidente vascular cerebral). “Um AVC isquêmico pode gerar uma infinita quantidade de comprometimentos como a paralisia de movimentos e perda da fala”, enfatiza Luciana.

vascular: “Percebemos uma polineuropatia [distúrbio dos nervos] …

“Percebemos uma polineuropatia [distúrbio dos nervos] que aparece de forma muito aguda, rápida e grave englobando fraqueza muscular e perda muscular e da motricidade”, comenta a fisioterapeuta. Pacientes menos graves estão manifestando desenvolvimento gradativo de sinais da polineuropatia: sensação de formigamento e dormência, dor semelhante à queimação e incapacidade de sentir vibrações ou a posição dos membros e das articulações. Foi o que relatou Alessandra Alday, 48 anos, ao Portal da Unicamp. “Há dois meses tive os primeiros sintomas da Covid-19 e ainda sinto fraqueza, dores musculares no corpo e forte indisposição, como uma fadiga crônica. Só depois vieram as sensações de formigamento e peso nas pernas.

vascular: O médico suspeita de desordem neurológica …

O médico suspeita de desordem neurológica periférica semelhante à Síndrome de Guillain-Barré”, revela Alessandra, que testou positivo para a doença em maio. Fisioterapia Luciana salienta que a intervenção fisioterapêutica tem um impacto muito grande na reabilitação do paciente COVID-19 grave. “Visa a fazer o paciente reaprender a respirar sozinho de forma espontânea e segura, pois só assim ele poderá sair da UTI para a enfermaria. Auxilia na mobilização precoce ao longo da internação com finalidade de auxílio no deslocamento.

vascular: Nas sequelas respiratórias persistentes e que …

Nas sequelas respiratórias persistentes e que não evoluírem para fibrose (substituição do tecido pulmonar funcional por tecido não funcional, cicatriz) acentuada com dependência de oxigênio, a fisioterapia na reabilitação cardiovascular que envolve uma adaptação fisiológica ao exercício é fundamental”, diz. O cenário ainda é obscuro e será necessário o monitoramento das complicações nas vítimas da COVID-19. O HC-Unicamp avalia implementar um programa de telemedicina e telerreabilitação. “O primeiro passo seria avaliar o prejuízo respiratório demonstrado pela fadiga na prova de função pulmonar, seguido de um programa de reabilitação individualizado em que o paciente pudesse receber um kit com um dispositivo de comunicação, um exercitador respiratório e um programa de atividade que ele possa fazer em casa”, informa a fisioterapeuta. Dados preliminares coletados pela neurologista Clarissa através de questionário on-line apontam que cerca de 67% dos pacientes recuperados da Covid-19 sem internação apresentam algum sintoma neurológico persistente: fadiga crônica (30%), problemas de memória (25%), perda de olfato (20%), dores de cabeça (15%) e perda de paladar (10%). Apenas 33% se consideram sem sintomas. “É muito grave dizer que apenas 33% se consideram saudáveis e sem sintomas, sendo que nenhum desses pacientes foi internado. Imagine a situação dos pacientes graves como será”, enfatiza Clarissa. Alterações neurológicas O Laboratório de Neuroimagem do HC-Unicamp, associado ao Cepid Brainn (Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia, vinculado ao programa Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) realizará um estudo de ressonância magnética em pacientes com quadros neurológicos pós-COVID-19 e que tiveram alterações neurológicas na fase aguda, em pacientes com poucas alterações neurológicas ou apenas alterações do olfato e paladar, e nos assintomáticos do ponto de vista neurológico.

vascular: “No processamento de imagem conseguimos detectar …

“No processamento de imagem conseguimos detectar alterações cerebrais sutis. Minha hipótese é que o vírus poderia causar alterações estruturais ou mesmo da função cerebral, ou até algum grau de atrofia”, explica a neurologista. O acompanhamento desses pacientes permitirá avaliar o impacto do SARS-CoV-2 no sistema nervoso a longo prazo. “É difícil falar sobre as marcas da COVID-19. A quantidade de mortes é um impacto que não tem tamanho. O negacionismo da ciência e descuido com as vidas me impressiona. Senti tristeza, desânimo, medo de transmitir o vírus para a minha família, medo de morrer ou ter sequelas. Estou aprendendo uma nova forma de viver curtindo minhas flores e redescobrindo pequenas coisas que me dão alegria. A perspectiva de ressignificação me dá esperança. Aqui tem vida e ela está florescendo”, refletiu Alessandra Alday.


Luta do título foi a 1ª que Deiveson não pôde festejar em café com o avô

vascular
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Deiveson Figueiredo tinha uma tradição depois de suas lutas.

vascular: Ele voltava para Sou …

vascular
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Deiveson Figueiredo tinha uma tradição depois de suas lutas.

vascular: Ele voltava para Soure, na Ilha …

Ele voltava para Soure, na Ilha de Marajó (PA), para reencontrar a família e, especialmente, João Leal de Deus, o “vô Dedê”. Muito próximos, os dois costumavam tomar café juntos enquanto o novo campeão do UFC contava como havia sido o combate. Mas, bem na luta mais importante da carreira, isso não pôde mais ser realizado. João morreu no último dia 11 de maio, aos 79 anos, vítima de um AVC (acidente vascular cerebral), e não conseguiu ver o neto se tornar campeão do UFC.

A morte, ocorrida na parte final do camp do brasileiro, fez com que Deiveson precisasse tirar forças para seguir em busca do cinturão.

vascular: “Foi um período muito difícil. Desde …

“Foi um período muito difícil. Desde então, é sempre complicado voltar para Soure e não ver meu avô. Era de lei, cara: eu chegava na cidade e ia encontrá-lo. Meu vício era tomar café com ele todas as manhãs. Onde eu ia, ele ia comigo. Agora não tenho mais ele para contar as histórias, ficar rindo comigo”, relembrou. Assim que voltou de Abu Dhabi, onde conquistou o cinturão, e chegou em Soure, Deiveson fez questão de visitar o túmulo do avô. Agora, ele quer que seu título fique exposto ao lado de um quadro do avô Dedê em sua nova casa, em Belém, no Pará.

vascular: “A homenagem já está montada na …

“A homenagem já está montada na minha cabeça. Só não vou fazer agora porque, com a mudança, reforma, fica difícil. Vou ter que esperar um pouco”. Dedê não será o único a receber uma homenagem após o título. A cidade de Soure promete construir uma estátua para o novo campeão. A novidade foi divulgada durante a carreata em homenagem a Deiveson nesta semana. “Eu chorei para caramba na hora. Ter uma estátua minha na cidade é uma grande homenagem. É um reconhecimento do meu trabalho e dá alegria que estou levando para a cidade”, completou. Como você avalia o conteúdo que acabou ler?


A Viagem vem aí! Saiba o que mudou na vida do elenco

vascular
Para quem gosta de tramas espíritas, Dezembro será o reinício de um verdadeiro marco na TV brasileira. A novela A Viagem, da saudosa Iva …

vascular
Para quem gosta de tramas espíritas, Dezembro será o reinício de um verdadeiro marco na TV brasileira. A novela A Viagem, da saudosa Ivany Ribeiro, será exibida no canal Viva.

vascular: Na trama, uma das maiores produções …

Na trama, uma das maiores produções da época, destacou a atuação de Guilherme Fontes, Christiane Torloni, Antônio Fagundes, Miguel Falabella, Lucinha Lins, Maurício Mattar, Yara Cortes, Andréia Beltrão, Cláudio Cavalcanti, Ary Fontoura, Fernanda Rodrigues, entre outros. Inspirada na Doutrina Espírita, a trama foi originalmente escrita para a Rede Tupi, baseada nos livros Nosso Lar, de 1944 e E a Vida Continua, de 1968, ambos psicografados pelo médium brasileiro Chico Xavier.

  Na célebre versão de 1994, é contada a trajetória de Alexandre (Guilherme Fontes), jovem rico, viciado em álcool e drogas.

vascular: Ele mata o tesoureiro da empresa …

Ele mata o tesoureiro da empresa de sua família após ter sido pego roubando o cofre. Diná (Cristiane Torloni), sua irmã, é a única a protegê-lo e recorre ao advogado criminalista Otávio Jordão (Antonio Fagundes), amigo do tesoureiro assassinado, que se nega a defender Alexandre. Condenado a 18 anos de prisão, ele é abandonado pela namorada, Lisa (Andréa Beltrão) e comete suicídio na cadeia. No pós-vida, jura vingança contra todas as pessoas que julga terem sido responsáveis por sua morte trágica.

vascular: A presença de seu espírito é …

A presença de seu espírito é percebida pelo Dr. Alberto (Cláudio Cavalcanti), que passa a orientá-lo nas reuniões mediúnicas. Saiba o que mudou na vida dos atores desde 1994 Guilherme Fontes (Alexandre) – O protagonista da novela foi um marco na carreira do ator. Seu árduo caminho para alcançar a luz permeou a trama. Seu mais recente trabalho na TV foi ano passado, em Órfãos da Terra. Atualmente, Guilherme pode ser visto na reprise de Estrela-Guia, como o namorado de Cristal (Sandy).

vascular: Christiane Torloni (Diná) – Casada com Téo …

Christiane Torloni (Diná) – Casada com Téo (Maurício Mattar), a irmã do protagonista se apaixonou por Otávio Jordão, advogado que contratou para defender Alexandre. Contudo, o profissional era amigo do tesoureiro morto e o rapaz acabou preso. A paixão de Diná pelo advogado revolta ainda mais o espírito de Alexandre. Atualmente, a atriz está no ar em Fina Estampa, como a Tereza Cristina. Miguel Falabella (Raul) – Irmão de Alexandre e Diná, é quem o denuncia pelo assassinato e vira alvo de sua vingança.

vascular: Dispensado pela Globo após 39 anos, …

Dispensado pela Globo após 39 anos, o artista é sondado pela Band e pela Netflix.  Antônio Fagundes (Otávio Jordão) – O advogado criminalista sofreu com a negatividade de Alexandre. Tinha um filho alcóolatra e drogado. O outro, o caçula, sentia o espírito sem luz. Otávio morre em um desastre de carro provocado por Alexandre. No pós-morte, reencontra Diná, que havia morrido anteriormente. Juntos, tentam reverter as maldades do vilão. O ator pretende retomar a encenação da peça Baixa Terapia, que fazia enorme sucesso até a pandemia se instaurar.

vascular: Felipe Martins (Tato) – Interpretava o filho …

Felipe Martins (Tato) – Interpretava o filho mais velho de Otávio. Esteve no elenco da série Milagres de Jesus, da Record, em 2014. Daniel Ávila (Dudu) – Caçula de Otávio. Contracenou novamente com Felipe Martins em Milagres de Jesus. Seu trabalho mais recente foi em 2015, na série Se Eu Fosse Você exibida na Fox. Maurício Mattar (Téo) – Marido de Diná, convivia com os 12 anos de diferença entre eles. O espírito de Alexandre faz com que ele se torne violento e a separação é inevitável.

vascular: Ele se envolve com Lisa, a …

Ele se envolve com Lisa, a ex de Alexandre. Atualmente, Mattar é contratado da Record. Eduardo Galvão (Mauro) – amigo de Téo. Seu mais recente trabalho foi na novela Bom Sucesso, como o Dr. Machado. Andréa Beltrão (Lisa) – Ex de Alexandre, namora Téo. Ao reencarnar o protagonista pede para ser filho deles. Andrea protagoniza a cinebiografia Hebe, A Estrela do Brasil, que será exibida na Globo. Suzy Rêgo (Carmen) – amiga de Lisa. Está no elenco de Juacas, série da Disney Channel e tem projetos para o teatro.

vascular: Lucinha Lins (Estela) – Criou sozinha a …

Lucinha Lins (Estela) – Criou sozinha a única filha, Bia (Fernanda Rodrigues), depois que o marido a abandonou. Lucinha é contratada da Record. Jonas Bloch (Ismael) – o trapaceiro ex-marido de Estela. Está na reprise de Novo Mundo. Fernanda Rodrigues (Bia) – Sonhava com a volta do pai, Ismael (Jonas Bloch) e, quando ele reaparece, vira uma adolescente debochada e agressiva. Fernanda atualmente apresenta o programa Fazendo a Festa, no GNT. Thaís de Campos (Andrezza) – Filha única de Guiomar (Laura Cardoso) e mulher de Raul (Miguel Falabella).

vascular: Vive muito bem com o marido …

Vive muito bem com o marido e não entende como a sua vida muda de uma hora para a outra. Está no ar na reprise de Fina Estampa. Laura Cardoso (Guiomar) – Sogra de Raul (Miguel Falabella). Emprestou seu brilho e talento como a Matilde, em A Dona do Pedaço. Ary Fontoura (Seu Tibério) – amigo de Estela (Lucinha Lins). Blogueirinho da quarentena, está no ar na reprise de Êta Mundo Bom! Breno Moroni (Adonay) – o misterioso Mascarado. Breno imagina que quando as medidas restritivas acabarem, o caminho vai ser primeiro ir pra rua, atrás do público, porque os teatros devem demorar pra voltar a ter plateia.

vascular: Denise Del Vecchio (Glória) – governanta da …

Denise Del Vecchio (Glória) – governanta da mansão de Otávio. Atuou em Topíssima, na Record.  Thierry Figueira (Guga) – foi a estreia dele como ator de novelas. Estava no ar em Amor Sem Igual, na Record. Falecidos  O fato da novela abordar a visão da religião espírita, gerou polêmica na época entre os cristãos. Durante a trama, muitos personagens morreram, alguns indo para o céu e outros para o inferno. Após o fim da novela, 13 atores e atrizes que trabalharam no folhetim fizeram a “real viagem”.

vascular: Inclusive a autora, Ivani Ribeiro, vítima …

Inclusive a autora, Ivani Ribeiro, vítima de insuficiência renal, provocada pelo diabetes, em julho de 1995, aos 73 anos. Vinte dias antes, ela havia ficado viúva. Curiosamente A Viagem foi sua última obra.  Veja quem mais ‘’fez a viagem’’: Cláudio Mamberti (Geraldão) – Tinha 61 anos quando morreu, em 2001, depois de vinte dias internado no Hospital Sírio-Libanês, e, São Paulo, devido a falência múltipla dos órgãos e septicemia.  Yara Cortes (Dona Maroca) – Interpretou a fofa mãe de Diná, Estela, Raul e Alexandre.

vascular: Faleceu em 2002, aos 81 anos, …

Faleceu em 2002, aos 81 anos, vítima de insuficiência respiratória. Irving São Paulo (Zeca) – Era irmão de Lisa, sonhava em ser músico. Faleceu em 2006, aos 41 de falência múltipla dos órgãos, em decorrência de uma pancreatite. Nair Belo (Dona Cininha) – Amiga de Tibério e Agenor. Morreu em 2007, aos 75 anos. A atriz contraiu uma pneumonia, que lhe trouxe uma série de complicações. Sofreu uma parada cardiorespiratória, passou meses em coma na UTI e morreu de falência múltipla dos órgãos.

vascular: Maria Alves (Francisca) – Tinha 60 anos …

Maria Alves (Francisca) – Tinha 60 anos quando morreu, por conta de um câncer, em maio de 2008.  Tânia Scher – viveu a mãe do personagem de Maurício Mattar e morreu, aos 61 anos, em 2008 por conta de insuficiência respiratória e problemas no fígado. Leina Krespi (Sueli) – Morreu aos 70 anos, em abril de 2009, de câncer no esôfago. John Herbert (Agenor) – pai de Lisa. Faleceu em 2011, aos 81 anos, vítima de enfisema pulmonar. Nildo Parente (Valdomiro) – Seu personagem era uma das vítimas do protagonista Alexandre. Após um mês Hospital Adventista Silvestre, no Rio de Janeiro, onde estava internado por conta de um acidente vascular cerebral (AVC), o ator morreu em fevereiro de 2011, aos 74 anos.

vascular: Claudio Cavalcanti (Dr. Alberto) – Médium que …

Claudio Cavalcanti (Dr. Alberto) – Médium que ajuda Diná e Otávio a entender o espiritismo. Em setembro de 2013, passou por uma cirurgia por conta da falência de uma vértebra. Sofreu um choque cardiogênico, que evoluiu para uma insuficiência renal e falência múltipla dos órgãos, ocasionando o falecimento, aos 73 anos. Caio Junqueira (Pedro Bala) – Morreu em 2019, aos 42 anos após sofrer um grave acidente de carro no Rio de Janeiro. Na última década, o ator se dedicou às tramas bíblicas da Record e atuou na primeira temporada de O Mecanismo, na Netflix.

vascular: Chris Pitsch (Bárbara) – Estava estreando na …

Chris Pitsch (Bárbara) – Estava estreando na TV, fazia parte do núcleo jovem da novela. Morreu um ano depois do fim das gravações, em 1995, de infarto, aos 24 anos. Mara Manzan (Ednéia) – Em março de 2008, quando estava no ar na novela Duas Caras, Mara descobriu um câncer no pulmão. Foi operada um mês depois pelo Dr. Drauzio Varela. Faleceu em novembro de 2009, aos 57 anos, vítima de metástase.


Famosos que venceram o AVC: histórias emocionantes de superação

vascular
O AVC (Acidente Vascular Cerebral) é uma das principais causas de óbito no Brasil e no mundo, cujo maior fator de risco é a hipertensão …

vascular
O AVC (Acidente Vascular Cerebral) é uma das principais causas de óbito no Brasil e no mundo, cujo maior fator de risco é a hipertensão arterial, fazendo com que a artéria não consiga bobear todo o sangue, ou seja, quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea. É uma doença que acomete mais os homens e é uma das principais causas de morte, incapacitação e internações em todo o mundo. Quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento do AVC, maiores serão as chances de recuperação completa.

vascular: Desta forma, torna-se primordial ficar atento …

Desta forma, torna-se primordial ficar atento aos sinais e sintomas, como fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; confusão mental; alteração da fala ou compreensão; alteração na visão (em um ou ambos os olhos); alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar; dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente, e procurar atendimento médico imediato (Fonte: site ComCiência).

Porém, apesar deste histórico, muitos famosos conseguiram vencer o AVC, e nós do OFuxico separamos algumas das histórias mais emocionantes relacionadas a ele.

vascular: Confira: Sharon Stone Em 2001, Sharon …

Confira: Sharon Stone Em 2001, Sharon Stone teve um problema de saúde sério, quando passou por um grande susto ao ter um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Ela contou em entrevista à revista Attitude que hoje se sente como uma pessoa diferente desde o problema. “Quando você reconstrói seu cérebro, poderá fazer melhores escolhas. Quero dizer, eu até decidi disciplinar minha mente. Talvez se eu estou reconstruindo meu cérebro, é como um músculo. Talvez eu nem deva dedicar tempo a pensamentos ruins.

vascular: Talvez eu não precise ter pensamentos …

Talvez eu não precise ter pensamentos ruins. E quando olho para mim de antes, lembro-me dela, a maior parte, não de tudo, mas lembro dela. Mas não sinto que sou ela completamente, sabe? É um tipo estranho de realidade dupla. Nós realmente escolhemos quem queremos ser em nossa vida e carreira”, justifica. “Se você está com uma dor de cabeça muito forte, precisa ir ao hospital. Eu não cheguei ao hospital até o dia três ou quatro do meu derrame. A maioria das pessoas morre. Eu tinha 1% de chance de viver quando fiz a cirurgia – e eles não saberiam por um mês se eu viveria”, contou. “[De] tentar manter a custódia do meu filho apenas funcionando – para poder voltar a trabalhar… Fiquei muito agradecida com [chefe da LVMH (Louis Vuitton Moët Hennessye) agora a segunda pessoa mais rica do mundo] Bernard Arnault, que me resgatou ao me dar um contrato com a Dior. Mas tive que fazer uma nova hipoteca da minha casa.

vascular: Perdi tudo o que tinha. Perdi …

Perdi tudo o que tinha. Perdi minha vida”, concluiu. Milton Gonçalves Milton Gonçalves foi hospitalizado após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC), às vésperas do Carnaval, e chegou a ficar por um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), recebendo atendimento clínico e cirúrgico endovascular. Na sequência, depois de ter apresentado melhora em seu quadro de saúde, ele foi transferido para a unidade semi-intensiva do hospital e posteriormente para o quarto. Atualmente, tendo respondido positivamente a todo o tratamento, Milton Gonçalves pôde voltar para sua casa, na qual segue desde então.

vascular: Ex-BBB Vovó Naná Naiá Barros, a …

Ex-BBB Vovó Naná Naiá Barros, a Vovó Naná, ex-participante do Big Brother Brasil 9, passou um grande susto em 2018, quando sofreu cinco AVCs (acidente vascular cerebral).  Ela ainda se recupera em casa, mas, em entrevista ao jornal EXTRA, fez um desabafo sobre seu estado de saúde, dizendo que considera um milagre ter sobrevivido, o que também foi dito pelo seu médico. “Foram cinco AVCs, um atrás do outro. Fiquei dez horas no chão esperando socorro. Pensei no pior, tive medo, mas nunca me faltou fé”, disse ela.

vascular: Na entrevista, a ex-BBB ainda contou …

Na entrevista, a ex-BBB ainda contou que terminou um namoro por causa do ocorrido e que hoje tem sequelas, mas vive bem com a ajuda de uma bengala para andar.  “Meu lado esquerdo do braço e da perna ficaram paralisados. Caminho com dificuldade, com uma bengala. Precisei aprender a andar em um guindaste. A fala ficou bem comprometida, estou com dificuldade de enxergar e teclar. Os médicos dizem que, pelo jeito que eu estava e fiquei, o que aconteceu comigo foi um milagre”, declarou.  Sobre o tal ex-namorado, que tinha 28 anos a menos, a ex-BBB de 72 anos garantiu que continuam amigos, mas que ele a deixou por conta do AVC.

vascular: “Ele é meu amigo agora. Depois …

“Ele é meu amigo agora. Depois que eu tive AVC, não quis mais namorar”, contou.  Arlindo Cruz No dia 17 de março de 2017, Arlindo Cruz foi encontrado inconsciente em casa após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Ele foi levado às pressas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Barra, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Um dia antes, ele havia participado do musical Cartola – o Mundo é um Moinho, que estava em cartaz no Rio de Janeiro. Na data do AVC, ele teria um show em São Paulo.

vascular: Transferido para a Casa de Saúde …

Transferido para a Casa de Saúde São José, no Humaitá, bairro da Zona Sul carioca, Arlindo ficou internando por um ano e três meses no CTI. Desde então, o artista permanece em tratamento em casa, com estrutura de home care, ao lado da família. Felizmente, Arlindo Cruz voltou a falar este ano. Em junho, seu filho, Arlindinho, compartilhou a boa nova em suas redes sociais. Arlindo havia perdido totalmente as suas capacidades de fala e movimento. De acordo com ele, as palavras ainda são poucas e as frases curtas, mas isso é um grande avanço para a saúde de Arlindo Cruz.

vascular: “Ele falou. De 8 a 12 …

“Ele falou. De 8 a 12 palavras, está começando a querer formar frases. Deve estar naquela cabeça ali já uns 30 sambas para sair. Assim que ele conseguir falar tudo, se Deus permitir, tenho certeza que vai mais uns sambas da melhor qualidade”, disse o filho do sambista, durante uma live. Desde maio do ano passado, o sambista de 60 anos respira sem ajuda do equipamento de traqueostomia. O filho do cantor ainda prometeu voltar a atualizar as redes sociais do sambista com mais frequência. “Peço que a galera fique atenta, porque vamos postar coisas novas do meu pai, que todo mundo vai ficar feliz.

vascular: Quem acompanha, quem torce, vai ficar …

Quem acompanha, quem torce, vai ficar muito feliz. Ele nunca esteve tão bem”, garantiu. Desde que Arlindo Cruz recebeu alta do hospital, em junho de 2018, a família do sambista vem usando as redes sociais para mostrar fotos, gravações e dividir com os fãs a evolução do artista no tratamento. Dolores Aveiro, mãe de Cristiano Ronaldo Com mais de 2 milhões de seguidores no Instagram, Dolores Aveiro, a mãe de Cristiano Ronaldo, é uma influencer aos seus 65 anos. Em março, Dolores sofreu um AVC isquêmico, e assim que soube da notícia, o jogador correu para saber mais sobre a saúde da mãe, que foi internada num hospital da Vila da Madeira. Durante esta semana, Dolores relembrou o AVC em um novo post e falou sobre a importância de observar as mensagens que o corpo nos dá quando algo não está bem.

vascular: Em uma foto onde aparece lendo …

Em uma foto onde aparece lendo um livro sobre o estado médico, ela comentou: “Hoje dediquei a minha manhã a ler um pouco sobre o que aconteceu comigo (AVC)… Os sinais que o nosso corpo nos dá, a alertar que algo não está bem, e quais os ensinamentos que pessoas, que assim como eu tiveram um grande susto e o que precisam fazer para ter um futuro mais saudável com qualidade de vida e cheio de energia”, comentou. Dolores fez um chamado sobre ser mais atentos com a saúde: “A saúde é o nosso bem mais precioso, e eu tenho a sorte de ter uma família que me cuida e quer o melhor para mim, e graças a Deus sigo firme e forte no meu propósito de vida: Cuidar de mim em primeiro lugar, e dar muito amor aos meus, porque isso também me alimenta, e me traz muita saúde. Cuidem-se…”, escreveu. Qual destas histórias você pode dizer que foi a mais emocionante?


AVC: Acidente Vascular Cerebral dá direito a Aposentadoria por Invalidez?

O INSS oferece para os seus segurados vários tipos de benefícios, hoje vamos abordar sobre a aposentadoria por invalidez para segurados que sofreram AVC ( Acidente Vascular Cerebral).

vascular: O acidente Vascular Cerebral acontece quando …

O acidente Vascular Cerebral …

O INSS oferece para os seus segurados vários tipos de benefícios, hoje vamos abordar sobre a aposentadoria por invalidez para segurados que sofreram AVC ( Acidente Vascular Cerebral).

vascular: O acidente Vascular Cerebral acontece quando …

O acidente Vascular Cerebral acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea, esta doença acontece mais entre os homens e é uma das principais causas de morte, incapacitação e internações em todo o mundo. É primordial ficar atento aos sinais e sintomas, pois, quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento do AVC, maior será a chance de recuperação completa.

Existem dois tipos de AVC que ocorrem de maneira diferente: AVC hemorrágico.

vascular: AVC isquêmico. Quais são os sintomas …

AVC isquêmico. Quais são os sintomas de um AVC? Existem sinais que o corpo dá e que podem ajudar a reconhecer um Acidente Vascular Cerebral. Veja abaixo: Fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; Confusão mental; Alteração da fala ou compreensão; Alteração na visão (em um ou ambos os olhos); Alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar; Dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente. Os principais fatores que desenvolve um AVC são: Hipertensão;

vascular: Diabetes tipo 2; Colesterol alto; Sobrepeso; …

Diabetes tipo 2; Colesterol alto; Sobrepeso; Obesidade; Tabagismo; Uso excessivo de álcool; Idade avançada; Sedentarismo; Uso de drogas ilícitas; Histórico familiar; Tive um AVC, posso receber a Aposentadoria por Invalidez? O Acidente Vascular Cerebral é uma das doenças que causa a maior incapacidade no mundo, a maioria das pessoas que sofrem o acidente ficam impossibilitadas de voltar a exercer suas atividades laborais. É comum que após o acometimento de AVC o paciente sofrer alguma paralisia irreversível, encontrando-se incapacitada permanentemente de voltar a sua vida laboral. Sendo assim a pessoa que sofre e um AVC pode conseguir sim a aposentadoria por invalidez, porém, todo mundo sabe que aposentadoria por invalidez é um dos benefícios mais difíceis de ser concedido pelo INSS, principalmente por ser de um custo bem alto para a Previdência. Portanto aconselhamos que você segurado procure a ajuda de um profissional, pois, você pode optar em primeiro momento pelo auxílio-doença e logo você passará por uma perícia médica do INSS e se for comprovado sua incapacidade permanente o INSS pode determinar a conversão  para a aposentadoria por invalidez.

vascular: Para evitar dores de cabeça o …

Para evitar dores de cabeça o aconselhável é que você junte todos os documentos necessários, laudos médicos, exames, por que isso facilita muito a concessão do seu benefício, principalmente por que na maioria das vezes o médico do INSS não é especialista na área que você precisa. O auxílio-doença exige um tempo mínimo de carência de 12 meses de contribuições mensais, mas existem casos que dependendo da gravidade da doença essa carência pode ser anulada. O que é a Aposentadoria por Invalidez? Este benefício é concedido pelo INSS aos trabalhadores e segurados que sofrem de algum tipo de incapacidade permanente sem cura, que impossibilite o trabalhador a exercer suas atividades laborais.

vascular: O que é o auxílio-doença? Diferente …

O que é o auxílio-doença? Diferente da aposentadoria por invalidez, o auxílio-doença  é a incapacidade temporária, supondo que o trabalhador sofra um acidente e fique incapacitado temporariamente, o segurado precisa cumprir requisitos como 12 meses de contribuição, além do mais é preciso que o segurado esteja incapacitado por mais de 15 dias, pois, no período de 15 dias o pagamento é feito pela empresa que o trabalhador exercer suas funções . Qual valor da Aposentadoria por Invalidez? Depois que a reforma da previdência foi aprovada, muita coisa mudou, inclusive a forma de cálculo do benefício da aposentadoria por invalidez.

vascular: Antes da reforma a conta era …

Antes da reforma a conta era feita da seguinte maneira: A média dos cálculos eram de 80% dos seus maiores salários de contribuição desde julho de 1994, o segurado receberia esta média integral. Com a nova reforma: Agora a média é de 60% de todos os seus salários incluindo os menores desde julho de 1994. O que não é um ponto positivo, pois, neste caso pode ser que o valor seja menor do que o esperado.   Preciso comprovar carência? Como falamos acima, é preciso ter um tempo mínimo de carência de 12 meses ou possuir uma das doenças previstas na Portaria Interministerial MPAS/MS n° 2998/2001, doenças que podem ausentar o tempo mínimo de carência.

vascular: Conheça os requisitos para se aposentar …

Conheça os requisitos para se aposentar por invalidez Carência de 12 contribuições mensais; ou possuir uma das doenças previstas na Portaria Interministerial MPAS/MS n° 2998/2001; Estar contribuindo para o INSS no momento em que a doença te incapacita ou estar no periodo de qualidade de segurado; Possuir a qualidade de segurado; Estar incapaz total e permanente para o trabalho, devidamente comprovada através de um laudo médico pericial. Isto é, você precisa estar incapaz para o trabalho habitual, não podendo se reabilitar para outras profissões.

vascular: OBS: Os requisitos são os mesmo …

OBS: Os requisitos são os mesmo para os homens e para as mulheres. Existem 3 hipóteses de que você não vai precisar comprovar a carência para ter direito a aposentadoria por incapacidade permanente: Acidente de qualquer natureza Acidente ou doença do trabalho Quando você for acometido por alguma doença especificada na lista do ministério da saúde e do trabalho e da Previdência como doença grave, irreversível e incapacitante. Como dar entrada e quais documentos necessários? Primeiramente é preciso estar na qualidade de segurado, depois agendar uma perícia médica para auxílio-doença. O agendamento é realizado pela internet, pelo MEU INSS, quem nunca utilizou a plataforma digital deve fazer o cadastro online e criar uma senha de acesso.

vascular: É importante que o segurado compareça …

É importante que o segurado compareça ao local da perícia médica no dia e na hora marcada. Se o médico julgar a incapacidade com permanente, o benefício concedido será a aposentadoria por invalidez. É importante estar atento para não perder a data, pois, uma vez marcado se o segurado não comparecer, para remarcar outra perícia é preciso aguardar o prazo de 30 dias. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA. RG;

vascular: CPF; Carteira de trabalho ou documento …

CPF; Carteira de trabalho ou documento que comprove contribuição com INSS; Documentos médicos que comprovem o estado de saúde; Empregado: Documento carimbado pela empresa com a data de afastamento do trabalho por conta das condições de saúde; Segurado especial (pescador, lavrador, trabalhador rural); Contrato de arrendamento, declaração do sindicado ou qualquer documento que comprove esta condição. Dica extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

vascular:   Já pensou você saber tudo …

  Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.


Palhaço Pirulito, símbolo do Gama, morre após sofrer AVC no DF

José dos Santos Cavalcanti, de 54 anos, mais conhecido como Palhaço Pirulito, morreu nesta sexta-feira (24), por conta de um acidente vascular cerebral (AVC), no Distrito Federal.

vascular: Ele estava internado no Hospital Regional …

Ele estava internado no Hospital Re …

José dos Santos Cavalcanti, de 54 anos, mais conhecido como Palhaço Pirulito, morreu nesta sexta-feira (24), por conta de um acidente vascular cerebral (AVC), no Distrito Federal.

vascular: Ele estava internado no Hospital Regional …

Ele estava internado no Hospital Regional do Gama desde a semana passada. Natural do Rio Grande do Norte, Pirulito veio para o DF na década de 1980, ganhou fama e se tornou símbolo do Gama. O enterro dele deve ocorrer neste sábado (25). José trabalhava como vendedor de guloseimas e, para chamar a atenção das crianças, se vestia de palhaço. Ela ganhou simpatia principalmente nas escolas da área. Após o anúncio da morte, moradores da região expressaram luto.

O estudante Pedro Ulisses Alves relembra encontros com o palhaço durante a infância.

vascular: “Ele era famoso por ser onipresente. …

“Ele era famoso por ser onipresente. Todas as escolas do Gama tinham a presença do palhaço Pirulito. Eu estudei em várias escolas do Gama e me recordo da figura dele em todas elas.” Para o repórter fotográfico Clairton Passos, Pirulito tinha ligação com alegria, carisma e simpatia. “Ele conseguia trazer as pessoas para perto dele e a questão de solidariedade. Ele também pregava muito o amor, a solidariedade, a paz, a união entre os moradores do Gama”, diz. 2 de 3

vascular: Palhaço Pirulito torcendo pelo time do …

Palhaço Pirulito torcendo pelo time do Gama, no Distrito Federal — Foto: TV Globo/Reprodução Palhaço Pirulito torcendo pelo time do Gama, no Distrito Federal — Foto: TV Globo/Reprodução O palhaço era um fiel torcedor do time da cidade, se tornou frequentador assíduo do Estádio Bezerrão e chegou até a viajar com o time do Gama. Ao logo do tempo, Pirulito virou uma espécie de mascote do clube. “Ele se vestia com a camisa do Gama e caracterizava o amor que tinha pelo time. Se tornou um símbolo do Gama como torcedor”, afirma o publicitário Francisco Sales.

vascular: 3 de 3
Palhaço Pirulito encantava todos …

3 de 3
Palhaço Pirulito encantava todos os moradores do Gama, no Distrito Federal — Foto: TV Globo/Reprodução Palhaço Pirulito encantava todos os moradores do Gama, no Distrito Federal — Foto: TV Globo/Reprodução Anos atrás, José teve um acidente grave com o carro que vendia balões e também um AVC, que o deixaram debilitado. Ele se aposentou como vendedor, mas não como palhaço. Com a pandemia do novo coronavírus, o personagem passou a contar com a ajuda de amigos para sobreviver. No sábado passado (18), veio um novo acidente vascular cerebral. Desta vez, no entanto, ele não resistiu. Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.


Quinze sintomas de infarto e AVC para ficar atento

vascular
Sheila Martins: socorro rápido do paciente com AVC evita complicações (Foto: Divulgação) Atenção para sinais de infarto e acidente vas …

vascular
Sheila Martins: socorro rápido do paciente com AVC evita complicações (Foto: Divulgação) Atenção para sinais de infarto e acidente vascular cerebral (AVC) que não podem ser ignorados.

vascular: A recomendação de médicos, que destacaram …

A recomendação de médicos, que destacaram pelo menos 15 exemplos, é para quem estiver com um ou mais sintomas. A pessoa não deve esperar melhorar, mas sim procurar um socorro. O cardiologista José Vitelio, por exemplo, alerta que alguns sinais e sintomas de infarto não devem ser ignorados, sendo comuns tanto em homens quanto em mulheres, como dor no peito ou desconforto no peito, nos braços, costas, pescoço, mandíbula, náuseas, vômitos, tontura, desmaios, suor frio.

“Mulheres têm algumas particularidades como dificuldade de respirar, enjoos, fraqueza ou cansaço repentino e arritmia cardíaca.

vascular: A dor no peito costuma ser …

A dor no peito costuma ser menos intensa do que nos homens”. A Rede Brasil AVC aponta sintomas como alteração do equilíbrio, coordenação, tontura, dor de cabeça súbita sem causa aparente, entre outros sinais. A neurologista Sheila Martins, presidente da Rede Brasil AVC, diz que essa patologia tem tratamento, se o paciente for atendido rapidamente. “O rápido atendimento evita o agravamento do AVC e pode salvar vidas”. Ela lembra que somente neste ano, a Rede Brasil AVC estima uma redução de até 40% no número de atendimentos na emergência durante a pandemia. “Levantamentos feitos nos hospitais mostraram essa redução do número de casos de AVC chegando às emergências, o que não significa que caíram os números de AVC, mas que esses pacientes estão ficando em casa com medo de pegar coronavírus. Isso é um grave problema, porque pode gerar sequelas para a vida toda”, avisou Sheila Martins.

vascular: O cardiologista do Instituto Metropolitano do …

O cardiologista do Instituto Metropolitano do Coração (MetroCor), Eduardo Castro, complementa que infarto, AVC e câncer estão entre as principais causas de mortes no País, realidade que se aplica no Estado. Internações A Secretaria de Estado da Saúde informou que neste ano, de janeiro a maio, foram feitas 852 internações de pacientes com infarto agudo do miocárdio e 698 com AVC pelo Sistema Único de Saúde.Lembrou ainda que no processamento de junho ainda podem entrar casos dos últimos três meses.

vascular: Alguns sintomas (Foto: Arquivo/AT) AVC O …

Alguns sintomas (Foto: Arquivo/AT) AVC O Acidente Vascular Cerebral (AVC) pode ser definido como o surgimento de um déficit neurológico súbito causado por um problema nos vasos sanguíneos do sistema nervoso central. Classicamente é dividido em dois subtipos: AVC isquêmico, que ocorre pela obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria cerebral causando falta de circulação no seu território vascular, e o AVC hemorrágico. O acidente vascular cerebral hemorrágico é causado pela ruptura espontânea (não traumática) de um vaso, com extravasamento de sangue para o interior do cérebro (hemorragia intracerebral), para o sistema ventricular (hemorragia intraventricular) e/ou espaço subaracnóideo (hemorragia subaracnóide).

vascular: Sinais Fraqueza ou formigamento na face, …

Sinais Fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo. Confusão, alteração da fala ou compreensão. Alteração na visão, ficando turva ou até mesmo a perda, (em um ou ambos os olhos). Alteração do equilíbrio, coordenação, alteração no andar. Tontura sem causa definida. Dor de cabeça súbita (fortes e persistentes), sem causa aparente. Dificuldade de engolir. Infarto Ocorre quando a obstrução afeta um pequeno ramo da coronária, atingindo uma área pequena e periférica do músculo cardíaco.

vascular: O infarto pode ser silencioso, embora …

O infarto pode ser silencioso, embora o mais comum é que a pessoa tenha uma combinação de sintomas, que surgem de repente. Sinais Dor aguda no peito, que pode durar por mais de 20 minutos e pode se irradiar para pescoço, mandíbula, costas, braço ou ombro esquerdo (também pode se manifestar como queimação, sensação de peso ou aperto no peito e formigamento no braço). Náuseas e/ou vômito. Sudorese, suor frio, bem como mãos frias. Falta de ar (mais frequente em idosos). Cansaço extremo ou fraqueza. Tontura. Desmaio, com perda de sentido. Ansiedade. Fonte: Médicos entrevistados.


BOLETIM DO CORONAVÍRUS EM ARACAJU: 398 NOVOS CASOS CONFIRMADOS E 15 ÓBITOS

vascular
24/07/20 – 08:44:41 A Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju informa que até as 19h desta quinta-feira, 23, foram registrados 398 novos …

vascular
24/07/20 – 08:44:41 A Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju informa que até as 19h desta quinta-feira, 23, foram registrados 398 novos casos de covid-19 na capital e 15 óbitos. Do total de óbitos, dez eram homens: 89 anos, sem registro de comorbidades (óbito dia 20/07); 73 anos, hipertensão e neoplasia (óbito dia 20/07);

vascular: 87 anos, hipertensão e sequela de …

87 anos, hipertensão e sequela de acidente vascular encefálico (óbito dia 20/06); 77 anos, sem registro de comorbidades (óbito dia 24/06); 97 anos, hipertensão (óbito dia 20/06); 68 anos, cardiopatia e hipertensão (óbito dia 26/06); 61 anos, asma (óbito dia 23/07); 56 anos, doença renal crônica (óbito dia 22/07); 45 anos, doença cardiovascular e doença renal crônica (óbito dia 22/07); 67 anos, diabetes, doença renal crônica e doença cardiovascular (óbito dia 20/06).

Cinco eram mulheres: 60 anos, neoplasia (óbito dia 22/07);

vascular: 74 anos, hipertensão, diabetes e neoplasia …

74 anos, hipertensão, diabetes e neoplasia (óbito dia 20/06); 59 anos, hipertensão e diabetes (óbito dia 22/07); 56 anos, doença cardiovascular (óbito dia 22/07); 50 anos, sem registro de comorbidades (óbito dia 22/07). Dos novos casos confirmados, 205 são mulheres, com idade entre 14 e 82 anos; e 193 homens com idade entre um e 89 anos. Com isso, sobe para 25.489 o número de pessoas diagnosticadas com covid-19 em Aracaju. Dessas, 348 estão internadas em hospitais; 11.315 estão em isolamento domiciliar; 13.326, que estavam infectadas já estão recuperadas; e 500 vieram a óbito. Há 94 pacientes suspeitos internados, que aguardam resultados do exame. Foram descartados 14.884 casos do total de 40. 467 testes.