Novo estudo revela que misteriosa “múmia que grita” pode ter morrido de ataque cardíaco

Um mistério que intriga egiptólogos há anos ganhou mais um capítulo hoje, com nova pesquisa em que cientistas descobriram que a “múmia que grita”, curioso nome dado em referência ao posicionamento de sua mandíbula quando encontrada em 1881, foi acometida por aterosclerose generalizada, co …

Um mistério que intriga egiptólogos há anos ganhou mais um capítulo hoje, com nova pesquisa em que cientistas descobriram que a “múmia que grita”, curioso nome dado em referência ao posicionamento de sua mandíbula quando encontrada em 1881, foi acometida por aterosclerose generalizada, condição em que placas de gordura se acumulam na corrente sanguínea, impedindo a circulação do sangue. Segurança 06 Jul Tech 03 Jul A múmia Meritamun, nome presente em seus invólucros, foi localizada em Deir el-Bahari, no lado ocidental do rio Nilo, e pode ser uma das princesas das dinastias que governaram o Egito.

aterosclerose: Junto à ela, estava outra “múmia …

Junto à ela, estava outra “múmia que grita”, Pentawere, filho de Ramsés III, morto em decorrência de suicídio devido acusações de conspiração. Diante disso, a condição do príncipe pode ser explicada pelo processo de mumificação sem cuidado, com pele de carneiro ao invés de linho, incapaz de manter a boca no lugar. A condição de Meritamun, no entanto, permaneceu um mistério, considerando que seu processo de mumificação foi realizado corretamente.

Com a descoberta da aterosclerose generalizada por meio de uma tomografia computadorizada, e a possível morte por ataque cardíaco ou mesmo por um derrame, especulações surgiram acerca de que a boca estivesse aberta durante a morte. Isso, porém, foi descartado diante dos processos decorrentes após a morte.

aterosclerose: Ainda que o corpo endureça, o …

Ainda que o corpo endureça, o que poderia ter mantido a mandíbula aberta, os músculos começam a relaxar em poucos dias, impossibilitando a teoria. Além disso, múmias “gritando” não são incomuns, sendo decorrentes da combinação do relaxamento da mandíbula e do afrouxamento das faixas de mumificação. Ainda assim, os pesquisadores também descreditaram o afrouxamento das bandagens, após análise do restante da mumificação. De acordo com Andrew Nelson, da Universidade de Western Ontario, o mais provável é que um espasmo cadavérico seja o responsável, ainda que incomum.

aterosclerose: De toda forma, mais descobertas devem …

De toda forma, mais descobertas devem ser publicadas em uma futura edição da revista científica Egyptian Journal of Radiology and Nuclear Medicine. Vale lembrar que este não é o único mistério que a Ciência tem feito avanços. Pesquisadores descobriram recentemente que, em seus primórdios, a Lua foi coberta por magma por 200 milhões de anos, ao invés dos 20 milhões em que se acreditava anteriormente. A descoberta deve fazer com que toda a formação do Sistema Solar seja repensado.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *